Resenha: Carmim

Titulo: Carmim
Autora: Catarina Muniz
Editora: Independente
Páginas: 266         Ano:  2016     Nota: 3/5
Sinopse: Louis, um publicitário ítalo-americano na casa dos 30, não tem do que reclamar: é bem sucedido, viajado, bem relacionado e extremamente belo e sedutor. Porém, o falecimento repentino de seu avô o faz descobrir uma carta amarelada e amassada, e com ela, a bela espanhola Carmen. Ele pretende proteger a herança da família, dona de uma rede de confeitarias italianas espalhadas pelos EUA. E nesse intento, ele acaba sendo surpreendido pelo próprio desejo e se vê preso em teias encaracoladas cor de carmim.
Um romance proibido, repleto de sedução e erotismo, escrito alternadamente sob o ponto de vista de Louis e Carmen.

Divirta-se!


O livro conta a história de Louis e Carmen. Louis perde o avô e no dia do seu enterro ele acaba descobrindo uma carta que o levará até Carmen. O que ele não esperava é que essa procura o faria se aproximar cada vez mais da espanhola ruiva de olhos verdes.

Carmen é espanhola, que após perder a mãe resolve mudar-se para os EUA e tentar encontrar o pai, mas depois de inúmeras buscas fracassadas, fixa-se em Atlanta. É uma mulher independente, forte e muito sensual, e apesar de já ter sofrido bastante, leva a vida de uma forma descontraída e com muita alegria.

Louis é o típico play boy rico, é publicitário e muito bem sucedido, adora sair para curtir junto com seu primo Derek. Mas, depois que seu nono morreu resolveu ‘investigar’ a relação de Carmen com a carta descoberta e que riscos ela traria para a família Datelli. Ele é um personagem que você vai percebendo o amadurecimento ao decorrer do livro, e isso é interessante.


“As direções de nossa vida são escravas de nossas escolhas, Carmen. Fiz escolhas erradas, por medo e egoísmo. Agora, você tem uma oportunidade de ouro de fazer a escolha certa.”


Os capítulos são intercalados, ou seja, a narração é dividida entre o Louis e a Carmen, o que me ajudou a entender o livro, já que eu nunca tinha ouvido falar dele e nem da autora (o que fez eu ter receio de lê-lo, mas nada que algumas páginas não tenham resolvido). É um livro erótico, então é óbvio que terá muitas cenas hots.

O único ponto que eu achei negativo foi a linguagem que os personagens usavam em algumas partes, principalmente nas mais quentes, foi uma linguagem muito chula, eles pareciam dois adolescentes falando do que adultos com mais de 30 anos; sei que alguns vão dizer que é besteira, mas para mim foi algo que deixou a desejar.

Em geral, é um romance ótimo, mas que deve-se deixar de lado as noções de certo e errado, já que é uma história de amor um pouco diferente. Me senti muito ansiosa quando as coisas começaram a se desenrolar e não via a hora de chegar ao final.
Resumo esse livro em: excitante, apaixonante e muito, muito sensual.

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado!

Resenhado por: 
Brenna

0 comentários:

Postar um comentário