Resenha: O Duque e Eu

Nome: O Duque e Eu (OsBridgertons #1) 
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2013   Páginas:288  Nota: 4/5
Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.

Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.

Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


O Duque e Eu é o primeiro livro da série Os Bridgertons e contará a história de Daphne e Simon.

Todo ano em Londres as moças solteiras vão aos bailes para caçar um marido, Daphen está em sua segunda temporada, mas até agora não achou um marido, porque todos a veem como uma amiga, e nunca uma possível esposa. Mas em um desse bailes, Daphne é coagida por um seus pretendes, sendo forçada a beija-lo.

Simon que estava chegando ao baile, presencia a cena e vai em seu auxilio. Logo depois ele tem uma grande ideia que beneficiará tanto ele quanto Daphne. Ele fingirá corteja-la para que atraia mais pretendentes, e assim o livrando das moças que vivem no seu pé. Bem, esse cortejo poderá resulta em sentimentos não esperados por ambas as partes.

Inteligente, ousada, independente essa é Daphne. Como qualquer moça de sua idade, sonhar em casar e forma sua família. Mas nunca se casou, porque não acreditar em um casamento sem amor. E ser cortejada por Simon poderá se revelar, um fatídico desastre.



Inteligente, independe, orgulhoso esse é Simon Basset. Voltou de viaje para assumir o seu lugar como o Duque de Hastings. Mas não pretende se casar, pois prometeu a si mesmo que nunca seria como seu pai, e não lhe dará o orgulho do título continua na família. Mas passar tanto tempo com Daphne talvez mude algo nele.



A narrativa é feita em terceira pessoa, Julia tem uma narrativa ás vezes cômica, faz você rir em diversas situações. Ainda encontramos em cada começo de capitulo, as crônicas de Lady Whistledown que falar mal da sociedade, deixando todos de cabelo em pé. A capa traz Daphne, ficou muito simples, mas bonita e chama atenção de quem olhar.

O Duque e Eu é simplesmente incrível, entrou para minha lista de romances de época favoritos. Julia te conquista desde do primeiro parágrafo, faz você rir com as crônicas de Lady Whistledown e te faz querer viajar no tempo só para viver nessa época. Ansiosa para ler os próximos livros dos Bridgertons, vem Anthony.  

Resenhado por: 
Barbara 

1 comentários:

  1. Olá,
    Eu amo essa série, já estou aguardando o último livro! Os personagens são ótimos e a escrita da Júlia Quinn é impecável. Não tem como não se apaixonar pela família Bridgerton ❤️
    Parabéns pela resenha!

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir