Resenha: Não se apega, não

Autor(a): Isabela Freitas.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 256
Nota: 3/5
Sinopse: Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.



Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.

Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.



Desapegar ou não? Insisti ou segui em frente? Muitas perguntas sem respostas.

O livro começa com 20 regras sobre desapego, depois Isabela conta seus motivos para termina com Gustavo e como lidou com as reações de amigos e familiares. Ela conta experiências vividas e como lidou com elas, fala sobre amizade que deram errado e sobre futuros amores. E dá dicas de como se amar primeiro e depois o outro.

Isabela tem 22 anos, estuda Direito, adora escrever em seu blog e ama maquiagem. Mora em Juiz de Fora com os pais. Nunca consegue fica sozinha, tem que estar sempre namorando, porque sem um namorado ela se sente vazia.



Pedro Miller é o melhor amigo de Isa, é bonito e ama Series de TV. Estuda Direito, adora namora e música sertaneja. Amanda melhor amiga de Isa, também estuda Direito e está sempre aconselhando Isabela a não fica procurando amor em cada pessoa que ela conhece e que confia em todos é burrice.

A narração começa empolgante, mas depois torna-se lenta e arrastada. Isabela descreve certas situações que não fazem sentido ou que ninguém posso viver um dia. A capa foi o que me chamou mais atenção pela cor e bonequinha jogando o coração fora. Em cada início e fim de capitulo, encontramos frases que descreve um pouco o assunto a ser tratado no próximo.






Não se apega, não me decepcionou muito, esperava história reais e não fantasias. O livro começa de um jeito que te conquista, mas quando chega na metade a história perde o foco. Isabela se perdeu completamente, muitas coisas no livro não tinham necessidade de serem mencionadas, mas amei alguns dicas e situações que ela viveu com amizades ruins, me lembrou alguns que eu vivi. Ainda estou a decidi se vou ler Não se iluda, não, pois estou com receio de me decepciona mais uma vez. 

Resenhado por: Barbara 

1 comentários:

  1. Parabéns pela resenha (e pelo blog!!)
    Gostei bastante, ficou show!
    Dá uma conferida no meu blog tb: http://madminds.weebly.com

    ResponderExcluir