Resenha: Imperium


Autor: Robert Harris
Editora: Record
Nota: 5/5
Páginas:389
Sinopse: Um século e meio antes da erupção do vulcão, o mundo romano era dirigido não por um imperador, mas por uma república. Este é o cenário de Imperium, primeiro volume de uma instigante trilogia sobre a vida de Cícero – um dos mais brilhantes oradores, políticos e juristas de Roma, formulador do processo legal usado até os dias de hoje – e de sua ascensão ao poder.











Conquistar um lugar no senado quando se vem de uma família rica é muito fácil, mas o que
fazer quando sua família não é rica e não tem histórico na casa? Bem, Cícero o fez. E aqui,
vamos ver como.

O primeiro capítulo do livro nos dá uma narrativa de Tiro, que foi secretário particular de
Cícero durante 36 anos.  Ele conta nos detalhes como ocorreu a preparação de Cícero para o
senado, todas as viagens que acompanhou, de Roma à Grécia, das aulas de filosofia aos
treinamentos de oratória. E então começa sua corrida ao senado, Cícero tinha a idade para
entrar, mas e quanto ao dinheiro que era necessário? A primeira coisa a ser feita era arranjar
um bom dote. Depois de casar‐se, Cícero se envolveu cada vez mais com a política e, as
consequências não foram das mais agradáveis.


Cícero foi um dos mais brilhantes oradores, políticos e juristas de Roma, formulador do
processo legal utilizado até os dias de hoje. Casado com Terência e tendo como filha Túlia,
Cícero é visto na história como um homem otimista, sempre vendo um jeito de sair de suas
encrencas.

Tiro é o fiel companheiro de Cícero, o livro é todo narrado por ele, e em sua maior parte, Tiro sente prazer em servir Cícero, mas sempre alimentando a ideia de um dia se tornar livre e formar sua própria família. Infelizmente, o sonho de Tiro é sempre adiado por seu “mestre”, sempre fiel a Cícero, Tiro faz de tudo, até mesmo espionar um dos inimigos de Cícero.


Terência, mulher de Cícero é pouco citada na história, mas desempenha um papel
importantíssimo, já que está sempre incentivando seu esposo quando ele pensa em desistir, e sempre lhe mostrando que seu marido não seria um perdedor.

Imperium se supera ao se tratar de um romance. A leitura é bem pesada, mas vai te
envolvendo aos poucos e, quando você se dá conta, já leu metade do livro! No comecinho
você pode até achar que vai ser um livro ruim, mas quando a emoção chega... Ah! Você não
quer mais parar. Indico‐o pra todos que gostam de romances e histórias reais. Sem comentar que, nele, Júlio César é visto ainda como um garoto, isso mesmo, o grande Júlio César era apenas um menino às vistas de Cícero. Então, você tá esperando o que para ir ler ele?

0 comentários:

Postar um comentário