Resenha: As Batidas Perdidas Do Coração

Nome: As Batidas Perdidas Do Coração
Autora: Bianca Briones
Editora: Verus
Páginas: 406        Ano: 2014       Nota: 5/5 
Sinopse: Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. 

Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.

As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.


Resenha: Dom Casmurro

Título: Dom Casmurro
Autor: Machado de Assis
Editora: Nova Fronteira
Ano: 2014 (Edição de Luxo) Nota: 5/5
Sinopse:  Bentinho e Capitu são criados juntos e se apaixonam na adolescência. Mas a mãe dele, por força de uma promessa, decide enviá-lo ao seminário para que se torne padre. Lá o garoto conhece Escobar, de quem fica amigo íntimo. Algum tempo depois, tanto um como outro deixam a vida eclesiástica e se casam. Escobar com Sancha, e Bentinho com Capitu. 
Os dois casais vivem tranquilamente até a morte de Escobar, quando Bentinho começa a desconfiar da fidelidade de sua esposa e percebe a assombrosa semelhança do filho Ezequiel com o ex-companheiro de seminário.



Resenha: Maria do Sol

Título: Maria do Sol
Autora: Alice Raposo
Páginas: 127  Ano: 2015  Nota: 4/5
Sinopse: “Um crime, uma culpa, um fantasma...”
Todo livro tem sua história, algo que foi o propulsor para sua criação. Maria do Sol surgiu de uma madrugada que trouxe um sonho. Durante o dia se materializou em um conto. Dois anos após, voltei-me para ela e a concluí.
Pedrinho e Maria do Sol irão nos levar por um caminho sem volta. É claro! Pois todo percurso que se segue não há como retroceder em suas consequências. Por isso, agir sem pensar não é um meio a se seguir. Seremos morada das consequências de nossos atos.
Portanto, é tão importante analisar cada passo que será dado, não matematicamente como num jogo, pois a existência se tornaria fria e sem vida, mas com verdade, diálogo e sinceridade no agir.


Resenha: Outro Olhar

Título: Outro Olhar
Autor (a): Sophia G. Paiva
Editora: Autora Indie
Páginas: 380 Ano: 2016       Nota: 3/5 
Sinopse: Jake Scott não acreditava em felizes para sempre. Não depois de presenciar o casamento do único amor da sua vida com outro homem pela segunda vez.
Nathalie Davis acreditava que seu coração jamais poderia se curar. Depois de ser abandonada e enganada pelo único homem que se entregou, só havia espaço em seu coração para Brian, seu filho.
Mas com apenas um beijo roubado e uma troca de olhares, tudo que eles acreditavam estremece.
Mas há um problema, eles se odeiam.
Ele a vê como alguém que não merece sua confiança. E para ela, ele é o caminho que não dever ser seguido.
O passado ainda causa medo, mas o sentimento que os envolve começa a falar mais alto.


Lançamento de Sintonia Perfeita - Série The Reckless por Amanda Maia


Sinopse: Bryan McCoy e Mackenzie Wilde eram amigos de infância. Por um erro de seus pais, aos dezesseis anos Mack é forçada a se mudar para a Inglaterra, onde viveu três anos, perdendo completamente o contato com Bryan. Neste período, ela sabia que o amigo estava se envolvendo em coisas errôneas, por isso, antes de partir se sentiu na obrigação de protegê-lo da maneira como ele sempre havia feito.
Com dezenove anos Mack está de volta aos Estados Unidos, mas nada está como ela se lembrava. O melhor amigo a odeia pelo que fez no passado, usa brincos e tem tatuagens. Além disso, Bryan despertou um interesse singular pelo rock indie e criou o 'The Reckless', uma banda de garagem que estava conquistando seu espaço entre os jovens da faculdade de Boston e os bares de motoqueiros. 
Bryan só quer que sua banda estoure nas paradas. Mackenzie quer reconquistar a amizade que foi perdida e se formar em Psicologia. Ambos têm objetivos distintos, mas sempre foram vizinhos; principalmente amigos e apaixonados um pelo outro, só não sabiam a intensidade do sentimento e o que ele poderia lhes proporcionar.


Resenha: Procura-se Um Marido

Nome: Procura-se Um Marido
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 472       Ano: 2012            Nota: 5/5
Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. 

Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. 

Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.


Resenha: Zane

Nome: Zane
Autora: Patricia Rossi
Editora: Charme
Páginas: 365        Ano: 2016           Nota: 5/5
Sinopse: Zane Hudson.
Motoqueiro.
Músico.
Tatuado.
Quinn Armentrouth.
Alta sociedade, luxo, glamour.
Tudo no mundo para separá-los.
Ele sabe o que é abandono.
Ela já foi traída.Uma ex perseguidora.
Um ex que não aceita perder.
Eles pertencem a mundos diferentes.
Mas nem por isso a química entre eles é menor.
A atração é explosiva, instantânea.
Uma mãe que abandona…
Outra que repreende.
Percalços. Sexo, romance… amor
Essa paixão seria forte o suficiente para mantê-los unidos?

Resenha: O Espelho do Monge

Nome: O Espelho do Monge
Autor: Rosana Dias Vitachi
Páginas: 183 Editora:Chiado Ano:2015 Nota: 4/5
Sinopse: Uma história curiosa chama a atenção de uma aluna de arqueologia: O Espelho do Monge aguardava por ser encontrado.
Busca ou obsessão? De qualquer forma, Safia consegue o Espelho que, segundo a lenda, reflete a alma de quem se olha nele, mas diante daquela tão esperada vitória, se vê num impasse: ou o entrega ao advogado que financiou sua busca, ou o entrega ao Anjo Guardião do Espelho. Safia então, se encoraja numa terceira opção. Opção essa, que mudará sua vida para sempre








Resenha: Borgonha

Nome: Borgonha
Autor: Hugo Vinícius Pereira
Editora: Clube dos Autores
Ano:2016   Páginas:207    Nota: 5/5
Sinopse: Borgonha é uma história que nos convida a conhecer André, um jovem garçom com perspectivas pequenas sobre si e sobre o mundo e que trabalha num restaurante/bar português no centro do Rio de Janeiro.
É entre o cenário do tradicional restaurante português e das paisagens paradisíacas da região de Búzios que André começa a reavaliar as pequenas mediocridades e hipocrisias que preenchem as lacunas nas vidas de todos nós e precisa aprender a lidar - ou não - com os efeitos que enxergar a vida de forma diferente podem nos causar - para o bem ou para o mal.
Acompanhe uma jornada instigante e repleta de sensualidade e se apaixone pelo melhor bar da cidade maravilhosa, seus clientes e funcionários, enquanto caminha com André por caminhos cada vez mais profundos dentro de si mesmo. Tudo, é claro, margeado pelos azulejos portugueses repletos de histórias e guiado pela provocante mulher que era misteriosa e elegante demais para aquele salão, mas mudou a vida de todos ao pisar lá pela primeira vez.


Resenha: O Homem e Seus Demônios

Nome: O Homem e Seus Demônios
Autor: Fernando Risch
Editora: Multifoco
Ano:2015   Páginas:216   Nota: 5/5
Sinopse: Em O homem e seus demônios, Fernando Risch expõe o ser humano assombrado, literalmente, pelos seus antecessores na procura por respostas questionadas pela vida – e pela literatura. Ao tentar alcançar seus sonhos, Farris Knox se aterroriza com as infindáveis dúvidas que serão postas em seu caminho e não há bebidas ou cigarros suficientes para tranquilizar sua alma. Como ao utilizar restos humanos para fabricar sabão, o escritor usará as mesmas inquietações de George Orwell, Charles Bukowski, Ernest Hemingway, F. Scott Fitzgerald, José Saramago, Edgar Allan Poe em seu Livro do Fim. Ou seria em O homem e seus demônios? O mundo se esvai em repetições e o fim, todos sabem, nunca é feliz 







Resenha: Hotel Califórnia

Nome: Hotel Califórnia
Autor: Fernando Risch
Editora:Multifoco  
Ano:2016   Páginas:174  Nota: 4/5
Sinopse: Inspirado na famosa música Hotel California da banda norte-americana The Eagles, o livro homônimo recria de forma romantizada a história obscura por trás do hit. Citando de forma linear a letra parafraseada da canção no desenvolvimento da obra e interpretando-a através de teorias sobre sua origem, Fernando Risch conta a história de Johnny Eagle, um fora da lei que, em uma noite de cansaço, se hospeda em um hotel de beira de estrada e vê seu presente colidindo com seu passado, remontando sua vida, enquanto tenta entender os enigmas do local. Entre teorias sobre manicômio, inferno e vício em drogas, as obscuridades de Hotel California remontam uma história de mistérios que parece não ter fim. 



Resenha: Our Fall

Nome: Our Fall - Nossa Queda
Autora: Amanda Maia
Editora: Infinito Editorial
Páginas: 430      Ano: 2016        Nota: 5/5
Sinopse: "Quando me encontrei, eu já estava quebrada o suficiente para não conseguir levantar. James me mostrou o mundo e mudou completamente minhas instâncias, eu confiava nele o bastante para acreditar que havia reciprocidade em seu sentimento, mas na verdade, ele me arrastava para a mais intensa catástrofe.” QUINN.
No desconcertante destino Quinn se vê na vida de James Ridley, seu atual professor de literatura. Ele estava lá apenas por um propósito e, acidentalmente, ela está presa nas garras de um amor proibido. O que os dois tinham não poderia se tornar algo público pela ética profissional do Sr. Ridley. No entanto, em algum momento do conturbado envolvimento de ambos, essa preocupação também deixou de existir.
Eles ansiavam atender aos seus mais enigmáticos sentimentos. Havia luxúria em seus atos e olhares. Quinn queria provar do gosto viciante do proibido, sem se dar conta de que James estava lá por um único motivo e não era atender aos seus desejos libidinosos, mas para desencadear toda a idealização de uma adolescente apaixonada. O estopim para a queda se aproxima e quando se deu conta, estava caindo.


Resenha: Cristal

Título: Cristal
Autor (a): Lully Oliveira 
Editora: Editorial HOPE 
Páginas: 96
Ano: 2016                           Nota: 4/5 
Sinopse: E se tudo que você pensou sobre si durante a sua vida inteira fosse uma mentira? Os seus planos, que gastaram noites em claro sendo planejados, os seus sonhos com um futuro melhor, tudo sendo esmagado por um pequeno detalhe na qual você não fazia a menor ideia durante 15 anos de sua vida. Iludida ela foi… Desculpe-me querida, mas você é uma das principais deusas do Olimpo antigo. Essa é a historia da protagonista dessa aventura estonteante, paranoica, com um toque de acidez e um irresistível aroma de flor coberta pela neve. Viaje por Detroit com a nossa bipolar Cristal Grace que precisa saber o seu verdadeiro lugar.

Resenha: Decrépitos

Nome: Decrépitos, Aqueles que Herdaram a Terra
Autor: Fábio Mourájh
Editora: Chiado
Páginas: 474 Ano:2016 Nota: 5/5
Sinopse: Em um futuro pós-apocalíptico, um vírus mortal, criado em meio à última guerra mundial, dizimou quase toda a humanidade, obrigando os sobreviventes a permanecerem protegidos dentro de cúpulas. Duas cidades se erguem então em meio a toda essa destruição: Adão, a primeira cidade e lar dos sábios e poderosos Elevados, seres com dons e poderes especiais; e Eva, a cidade da perdição, lugar onde vivem os Decrépitos, seres marginais produzidos em grande escala pelos humanos parar satisfazerem todas as suas necessidades. É neste lugar que surge Loan, um jovem Decrépito que após ter seus dons despertos, acaba atraindo muita atenção com a intensidade de seu poder, inclusive dos poderosos Elevados de Adão.
Descontrolado por causa dos acontecimentos que o levaram até o seu despertar. Loan desenvolve seus dons de maneira perigosa, manifestando-os para punir aqueles que se colocam em seu caminho, equilibrando-se assim no limite entre o bem e o mal. Porém, os desafios e surpresas que o futuro reserva para Loan são ainda mais sombrios do que se possa imaginar, pois existe uma ameaça desconhecida que se esconde nas sombras de Adão, e é em meio a este cenário que Loan se vê no olho do furacão que ameaça o que restou da civilização humana. 


Sinopse de Decrépitos

Nome: Decrépitos, Aqueles que Herdaram a Terra
Autor: Fábio Mourájh
Editora: Chiado Páginas: 474 Ano:2016
Sinopse: Em um futuro pós-apocalíptico, um vírus mortal, criado em meio à última guerra mundial, dizimou quase toda a humanidade, obrigando os sobreviventes a permanecerem protegidos dentro de cúpulas. Duas cidades se erguem então em meio a toda essa destruição: Adão, a primeira cidade e lar dos sábios e poderosos Elevados, seres com dons e poderes especiais; e Eva, a cidade da perdição, lugar onde vivem os Decrépitos, seres marginais produzidos em grande escala pelos humanos parar satisfazerem todas as suas necessidades. É neste lugar que surge Loan, um jovem Decrépito que após ter seus dons despertos, acaba atraindo muita atenção com a intensidade de seu poder, inclusive dos poderosos Elevados de Adão.
Descontrolado por causa dos acontecimentos que o levaram até o seu despertar. Loan desenvolve seus dons de maneira perigosa, manifestando-os para punir aqueles que se colocam em seu caminho, equilibrando-se assim no limite entre o bem e o mal. Porém, os desafios e surpresas que o futuro reserva para Loan são ainda mais sombrios do que se possa imaginar, pois existe uma ameaça desconhecida que se esconde nas sombras de Adão, e é em meio a este cenário que Loan se vê no olho do furacão que ameaça o que restou da civilização humana. 

Vocês podem ler mais clicando aqui.
Obrigada por visitar o blog! Logo, teremos uma resenha desse livro maravilhoso !

Resenha: A Lenda de Materyalis

Nome: A Lenda de Materyalis: As Crônicas de Aliank
Autor: Saymon Cesar
Editora: Talentos da literatura brasileira (Novo Século)
Ano: 2016   Páginas:239   Nota:4/5
Sinopse: No princípio dos tempos, as sociedades de Hedoron acreditavam nos mandamentos dos servos de Materyalis, suposto deus criador do Universo e da vida. A lenda diz que a divindade se angustiou ao observar os atos corruptíveis das suas criaturas e atribuiu a si toda a culpa da imperfeição dos povos. Sua consciência atordoada separou sua essência em duas entidades, criadoras de ideologias extremistas que dividiram a crença das sociedades. Assim nasceu a materja, a guerra que visa a consolidação de uma verdade entre todas as raças.
Avessa ao propósito da contenda milenar, surge uma sociedade secreta, que busca o único artefato capaz de desvendar o que realmente foi Materyalis e, assim, livrar os povos da dúvida que os condenou aos intermináveis confrontos. Mas, para chegar ao objetivo, é necessário usar a misteriosa aptidão de cinco indivíduos habitantes de Aliank, um reino dominado por contradições que podem apressar a ruína do mundo antes que a verdade sobre Materyalis seja revelada.

Resenha: Inferno

Nome:Inferno
Autor: Dan Bown
Editora:Arqueiro 
Ano: 2013  Páginas:448  Nota:5/5
Sinopse: Neste fascinante thriller, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou em "O Código Da Vinci", "Anjos e Demônios" e "O Símbolo Perdido" e faz de Inferno sua aposta mais alta até o momento.

No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri.
Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.





Texto: Um Novo Alguém


Resenha: Carmim

Titulo: Carmim
Autora: Catarina Muniz
Editora: Independente
Páginas: 266         Ano:  2016     Nota: 3/5
Sinopse: Louis, um publicitário ítalo-americano na casa dos 30, não tem do que reclamar: é bem sucedido, viajado, bem relacionado e extremamente belo e sedutor. Porém, o falecimento repentino de seu avô o faz descobrir uma carta amarelada e amassada, e com ela, a bela espanhola Carmen. Ele pretende proteger a herança da família, dona de uma rede de confeitarias italianas espalhadas pelos EUA. E nesse intento, ele acaba sendo surpreendido pelo próprio desejo e se vê preso em teias encaracoladas cor de carmim.
Um romance proibido, repleto de sedução e erotismo, escrito alternadamente sob o ponto de vista de Louis e Carmen.

Divirta-se!

Entrevista com Juliana Bizatto autora de Luxúria - Herança das Sombras



Oi gente, tudo bem? Essa semana eu consegui mais uma entrevista bem legal para vocês. A vítima dessa vez é a Juliana Bizatto, autora de Luxúria – logo terá resenha para vocês – confiram aí as respostas dela às minhas perguntas esquisitas. Me julguem, mas sou curiosa.


Texto: Obrigada garoto.





Playlist de Apenas Respire



Hello leitores, hoje vim trazer a minha playlist de Apenas Respire. Essas são algumas músicas que eu escutei durante a leitura e que me fazem lembrar bastante de vários momentos do livro. Espero que gostem...




Resenha: Apenas Respire Parte 2

Nome: Apenas Respire
Autora: Rossana Cantarelli Almeida
Editora: Multifoco
Páginas:  346      Ano: 2016       Nota: 5/5
Sinopse: Isabela Alencar é uma mulher jovem, independente e apaixonada por música. Na adolescência, seu irmão mais velho lhe apresentou às bandas de heavy metal. Após conhecer a banda Dawn Sunless e ser capturada pelo som da guitarra, decidiu estudar o instrumento.
Já adulta, morando no Rio de Janeiro e trabalhando na Assessora Jurídica da Marinha, vê sua vida ser marcada por uma tragédia. Decide, então, largar a carreira jurídica e dedicar-se à docência numa faculdade de música do Rio.
A partir daí, sempre apoiada pelos amigos Mila e Frederico, Isabela verá sua vida mudar completamente, com a aceitação da Dawn Sunless para sua pesquisa de doutorado.
Ela embarca para Nova Iorque para passar três meses no estúdio com a banda. Chegando lá, conhece pessoalmente seu ídolo, o guitarrista Luc Bellucce. Com sinais sutis, tem início um despertar de sentimentos provocados por sensações intensas. Uma paixão que ela jamais pensou em viver novamente.


Resenha: Apenas Respire Parte 1

Nome: Apenas Respire
Autora: Rossana Cantarelli Almeida
Editora: Multifoco
Páginas:  346      Ano: 2016       Nota: 5/5
Sinopse: Isabela Alencar é uma mulher jovem, independente e apaixonada por música. Na adolescência, seu irmão mais velho lhe apresentou às bandas de heavy metal. Após conhecer a banda Dawn Sunless e ser capturada pelo som da guitarra, decidiu estudar o instrumento.
Já adulta, morando no Rio de Janeiro e trabalhando na Assessora Jurídica da Marinha, vê sua vida ser marcada por uma tragédia. Decide, então, largar a carreira jurídica e dedicar-se à docência numa faculdade de música do Rio.
A partir daí, sempre apoiada pelos amigos Mila e Frederico, Isabela verá sua vida mudar completamente, com a aceitação da Dawn Sunless para sua pesquisa de doutorado.
Ela embarca para Nova Iorque para passar três meses no estúdio com a banda. Chegando lá, conhece pessoalmente seu ídolo, o guitarrista Luc Bellucce.
Com sinais sutis, tem início um despertar de sentimentos provocados por sensações intensas. Uma paixão que ela jamais pensou em viver novamente.


Resenha: Eu Me Possuo

Nome: Eu Me Possuo
Autora: Stella Florence
Editora: Panda Books
Páginas: 184       Ano: 2016     Nota: 5/5
Sinopse: “O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a m de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”


Resenha: Outra Vez

Título: Outra Vez
Autora: Sophia G. Paiva
Editora: Autora Indie
Páginas:  470       
Ano:  2016 (2ª edição)      Nota: 4/5
Sinopse: Emily Drake tinha tudo que desejava, ex-modelo com renome internacional, dona de uma famosa grife de lingeries. Tudo estava perfeito até que seu marido, Olin Drake, morre em um acidente.
Ash Grant amou apenas uma mulher em toda sua vida, ela revirou seu mundo sem nem mesmo saber que ele existia, seu sonho materializado e esposa do seu melhor amigo. Quando seu amigo faleceu, ele viu a oportunidade de tê-la, mas Ash guardava muitos segredos.

Segredos que podem destruir tudo que Emily sempre acreditou. Será que os mistérios do passado deixarão o verdadeiro conto de fadas finalmente acontecer?






Resenha: O Diário Internacional de Babi

Nome: O Diário Internacional de Babi
Autora: Chris Salles
Editora: Outro Planeta
Páginas:  298       Ano:  2016          Nota: 5/5
Sinopse: Mudar nunca foi a palavra preferida de Bárbara. Porém, depois da separação dos pais, a garota de 15 anos se vê obrigada a migrar com a mãe e os irmãos para Orlando, a cidade americana onde os sonhos ganham vida. E descobre que a fronteira entre o real e o ilusório pode ser mais difícil do que parece. 
“Como a terra do Mickey, o livro de Chris Salles é cheio de magia, pois nos transporta instantaneamente para a vida da Babi, a protagonista. Com o diário dela nas mãos, nos sentimos íntimos, como se ela fosse uma amiga querida que nos escolheu como
confidentes. Através de suas experiências, ela nos mostra que a primeira imagem de uma pessoa pode enganar, que devemos ser mais receptivos, que processos de adaptação podem ser complicados, mas não duram para sempre. Acima de tudo, Babi nos ensina que a vida real também tem seus momentos de contos de fada. Basta a gente permitir que eles aconteçam. E, especialmente, nunca deixar de sonhar.” PAULA PIMENTA
Romance juvenil da carioca Chris Salles, autora que teve mais de 5 milhões de leituras na rede social de escritores Wattpad, tendo vendido dois prêmios Wattys 2015.

Resenha: Quem é você, Alasca?

Nome: Quem é você, Alasca?
Autor: John Grenn
Editora:Intrínseca 

Páginas: 229    Ano:2010   Nota: 5/5
Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez.



 




Resenha: O Símbolo Perdido


Nome: O Símbolo Perdido
Autor: Dan Brown
Editora: Sextante    
Páginas:496    Nota: 5/5      Ano: 2009 
Sinopse: Depois de ter sobrevivido a uma explosão no Vaticano e a uma caçada humana em Paris, Robert Langdon está de volta com seus profundos conhecimentos de simbologia e sua brilhante habilidade para solucionar problemas. Em O Símbolo Perdido, o célebre professor de Harvard é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon – eminente maçom e filantropo – a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo. Mal’akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem os encontrasse. E está convencido de que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo. Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian. Neste labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico. O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nesta trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inoue Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA, e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas outras aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está. Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, desafiando=os a abrir a mente para novos conhecimentos.

Entrevista com Rossana Cantarelli autora de Apenas Respire.




Oi leitores, tudo bem com vocês? Minha semana foi bem agitada, hahaha. Mas essa semana além de conhecer a Ava Dellaria e a Jennifer Niven, conseguir fazer uma pequena entrevista através do Whatsap com a Rossana Cantarelli, nossa parceira. Vem conferir as perguntas que eu fiz a ela.


Resenha: Anjos à Mesa

Título: Anjos à Mesa
Título Original: Angels at the Table
Autor (a): Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224  Ano: 2013  Nota: /4/5
Sinopse: Shirley, Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável - especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de fim de ano da Times Square. Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por "acidente", Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não? Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren  um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal... Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal.

Matéria: Bate-papo com Ava Dellaria e Jennifer Niven





Olá leitores, tudo bem com vocês? Nessa quarta-feira, eu tive a oportunidade de encontrar duas grandes autoras. E conversar um pouco com elas, e posso afirmar que as duas são pessoas incríveis, de uma simplicidade sem igual. Atenderam a todos os fãs, conversaram com cada um, abraçaram, tiraram fotos. 



Recebidos do mês: Julho e Agosto

Oi Leitores, tudo bem? Vocês fizeram muitas aquisições em Julho e Agosto? Eu e a meninas compramos vários livros, vocês querem ver o que compramos, então vamos lá. 



Resenha: Muito Mais Que 5inco Minutos


Nome: Muito mais que 5inco Minutos
Autora: Kéfera Buchamnn
Editora: Paralela  
Páginas:144  Nota: 3/5  Ano: 2015 
Sinopse: Com apenas 22 anos, a curitibana Kéfera Buchmann já reúne quase doze milhões de seguidores nas suas mídias sociais (YouTube, Facebook, Twitter e Instagram). São cinco milhões de assinantes só no seu canal no YouTube, “5inco minutos”, o quarto mais visto do Brasil. Ela recebe centenas de mensagens de fãs de todo o país diariamente e é sempre parada na rua. Se o YouTube é de fato a nova televisão, como argumentam alguns estudiosos, hoje Kéfera equivale aos antigos astros globais.
Com algumas diferenças, porém: enquanto aqueles atores e atrizes geralmente cultivavam um discurso de bons moços, Kéfera ficou conhecida por dizer o que pensa. E é daí, dessa sinceridade chocante e muitas vezes desbocada, que se alimenta o seu sucesso enorme. Muito mais que 5inco minutos traz essa Kéfera sem papas na língua, mas não é centrado na sua fase atual de youtubber popstar. O livro joga luz sobre uma Kéfera que nem todos os fãs conhecem, a Kéfera pré-fama. 
A menina super sensível que sofreu bullying em quase toda a infância e que, em vez de se dobrar, se tornando uma pessoa amargurada, se reinventou e ressurgiu como uma jovem forte e alegre que serve de exemplo para milhares de meninos e meninas. Kéfera fala desses momentos difíceis e também da sua relação tortuosa com a matemática, do seu primeiro beijo, de moda e de relacionamentos. Não faltam, claro, momentos hilários. E outros de deixar o coração apertado. Ou seja, Kéfera sendo mais Kéfera do que nunca.

Resenha: Casei. E Agora?

Nome: Casei e Agora?
Autora: Tatiana Amaral
Editora: Pangorda
Páginas: 222          Ano:  2016          Nota: 3/5
Sinopse: Cléo é uma jovem escritora, cheia de sonhos, que vive uma vida certinha com o seu noivo onde tudo está em seu devido lugar. Mas ela quer casar e para isso acaba concordando com uma condição inusitada: um acordo onde ambos deveriam ficar um mês separados para adquirir novas experiências. E é assim que ela, mesmo contra a sua vontade, acaba em Las Vegas, com suas amigas, para a sua “despedida de solteira estendida”. Sua única vontade é fazer o tempo passar mais rápido e poder voltar para o seu relacionamento. No entanto os planos de Cléo são ameaçados quando ela conhece Douglas, um rapaz alto, de cabelos e olhos negros e dono do sorriso mais bonito que já tinha visto na vida. A vida de Cléo muda completamente quando ela acorda, após uma noite de curtição, e descobre que está casada com Douglas. Ela não lembra como tudo aconteceu e agora precisa correr contra o tempo para conseguir o divórcio e voltar para casa a tempo de recuperar o seu relacionamento com John. Contudo, as coisas não são mais como eram antes. Cléo e Douglas viverão grandes aventuras enquanto precisam aguardar pelo divórcio. Embalados pelos novos sentimentos que brotam desta relação, precisaram escolher entre esquecer o passado e se permitirem viver este amor, ou esquecer a aventura e retornarem as suas vidas. Douglas sabe o que quer, mas Cléo tem medo de permitir esta mudança em sua vida. Casei. E agora? É um romance surpreendente, onde a realidade não é exatamente o que demonstra ser. 
Embarque você também nesta deliciosa aventura por Las Vegas.




Livro: Primeiro capitulo de Apenas Respire por Rossana Cantarelli Almeida

Nome: Apenas Respire
Autora: Rossana Cantarelli Almeida
Editora: Multifoco
Páginas: 346
SinopseIsabela Alencar é uma mulher jovem, independente e apaixonada por música. Na adolescência, seu irmão mais velho lhe apresentou às bandas de heavy metal. Após conhecer a banda Dawn Sunless e ser capturada pelo som da guitarra, decidiu estudar o instrumento.
Já adulta, morando no Rio de Janeiro e trabalhando na Assessora Jurídica da Marinha, vê sua vida ser marcada por uma tragédia. Decide, então, largar a carreira jurídica e dedicar-se à docência numa faculdade de música do Rio.
A partir daí, sempre apoiada pelos amigos Mila e Frederico, Isabela verá sua vida mudar completamente, com a aceitação da Dawn Sunless para sua pesquisa de doutorado.
Ela embarca para Nova Iorque para passar três meses no estúdio com a banda. Chegando lá, conhece pessoalmente seu ídolo, o guitarrista Luc Bellucce.
Com sinais sutis, tem início um despertar de sentimentos provocados por sensações intensas. Uma paixão que ela jamais pensou em viver novamente.




Resenha: A Garota do Calendário - Janeiro

Nome: A Garota do Calendário - Janeiro
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 144         Ano: 2016           Nota: 4/5
Sinopse: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. 
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... 
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

Resenha: Apesar de Tudo...



Nome: Apesar de Tudo...
Autora: Mônica de Castro (pelo espírito Leonel)
Páginas: 373
Editora: Vida E Consciência     Ano: 2013       Nota: 3/5
Sinopse: Vivemos em um mundo onde as convenções e as regras ditam preconceitos injustificáveis e cruéis. As ilusões sociais nos levam, muitas vezes, por caminho de uma falsa superioridade, que nos torna cegos diante das verdades da vida. Somos todos iguais, e isso importa na liberdade que temos de ser diferentes, apesar dos padrões ditados por uma sociedade de aparências. Somente quando conseguirmos nos despegar de todas as ilusões criadas pela arrogância e pelo orgulho humanos é que seremos, realmente, livres








Resenha: 10 Coisas que Nós Fizemos



Nome: 10 Coisas que Nós Fizemos (E provavelmente não deveríamos)
Autora: Sarah Mlynowki
Editora: Galera Record
Ano: 2013  Páginas: 336  Nota: 3/5
Sinopse: Se tivesse a oportunidade, que adolescente de 16 anos não mergulharia de cabeça na chance de ir morar com uma amiga e viver sem os pais? Nesta engraçadíssima história, Sarah Mlynowski investiga o coração e a mente de uma garota que está, pela primeira vez, por conta própria. Para chegar ao fim do ano, ela precisará fazer malabarismos com um triângulo amoroso, aprender a lavar roupa e aceitar que seu mundinho pode estar prestes a ser detonado... Por cada coisa que não deveria ter feito.







Resenha: 7 Dias Com Você

Nome: 7 Dias Com Você
Autora: Aline Santana
Editora: Charme
Páginas: 380       Ano: 2016       Nota: 5/5
Sinopse: Em seu aniversário de vinte e sete anos, Carter McDevitt, o vocalista da banda The M's, vai ganhar o presente mais inesperado possível.
Seus dois melhores amigos e parceiros da banda, Zane e Yan, o colocam em um cruzeiro com o objetivo de fazê-lo esquecer totalmente a ex-mulher que, além de arrasar seu coração, levou metade dos seus bens embora.
Bem, o que o vocalista não espera é que nesse local serão realizadas estranhas fantasias, além de encontrar um fantasma do seu passado.






Matéria: Dream Theater: Minha experiência Surpreendente com John Petrucci por Rossana Cantarelli Almeida

Ouço Dream Theater desde a adolescência. No entanto, nunca pude ir aos shows que faziam em São Paulo ou Rio de Janeiro porque moro em Santa Maria, interior do Rio Grande do Sul. O que fazia com que saísse muito caro para mim.

A primeira vez que estiveram em Porto Alegre, em 2010, eu estava grávida. Não pude ir, porque não podia ficar em pé muito tempo. Na segunda, em 2012, eu estava construindo minha casa. Sem grana, portanto. Mas na terceira, em 2014, eu consegui!

Então, naquela noite de 30 de setembro de 2014, eu conheci, finalmente, essa grande banda, que me embalou por tantos anos. Não conhecia nada dos últimos álbuns, somente as músicas “das antigas”, mas estava valendo, queria muito conhecê-los.

E foi nessa noite que John Petrucci se apresentou para mim. Fiquei encantada com ele. Percebi que meu encantamento não era particular. Ele exerce um fascínio genuíno em todos. Sua presença de palco, carisma, magnitude ímpar. Fiquei de boca aberta literalmente.